Tchau Berço!

Oi gente vou falar um pouquinho o que me fez passar a Sofia para a caminha, e como foi.

A mais ou menos dois meses a Sofia aprendeu a escalar o berço dela e subir no trocador que fica junto do berço, e isso estava me tirando o sono, já que a qualquer momento ela poderia subir e acabar caindo e se machucando sério.

E chegou a hora de passar a Sofia para a caminha, (eu sou super medrosa, tentei adiar o máximo possível com medo dela começar a levantar a noite e não querer mais dormir no quartinho dela), mas não teve jeito eu sabia que alguma hora ia acontecer e eu teria que enfrentar o meu medo, a Sofia estava com 2 anos e 1 mês, acho que deu pra segurar por um tempinho bom (foi em Maio)!! Dei umas pesquisadas na internet mas como eu estava com medo da Sofia cair do berço estava com uma certa urgência para que a cama não demorasse a chegar. E a caminha que mais me agradou e que demoraria apenas dois dias pra chegar foi a mini-cama da Tok Stok. A Pin Júnior, e uma das minhas exigências é que ela fosse baixinha para dar mobilidade a Sofia para que conseguisse subir e descer sozinha e que tivesse um apoio ao lado da cama para dificultar ela de cair, já que a Sofia se mexe muito durante o sono. E essas camas baixinhas com o quarto adaptado para o tamanho da criança se chama Montessori, para quem não conhece, busquei a definição na internet:

“Propõe a criação de um ambiente que possibilite um aprendizado natural e independente. O quarto infantil precisa ser estruturado seguindo a ótica da criança e não dos adultos, ou seja, de forma que possibilite que a criança consiga circular livremente por seu quarto e que as coisas estejam ao seu alcance para que possa explorá-lo com independência.”

Acho um conceito bem legal, que busca dar a criança a liberdade e independência dentro de seu quarto, fazendo com que isso aguce a curiosidade e a criatividade ali no cantinho delas.

Quartinho da Sofia
Quartinho da Sofia

Eu fiquei super ansiosa para ver a reação da Sofia quando visse a caminha, por que pra mim naquele momento de primeiro encontro entre ela e o novo quartinho que definiria se iria ser uma relação de amor ou não com o novo móvel. Como a cama chegou ela estava na escola, deu tempo de arrumar e deixar tudo bem lindinho para ela.

Primeiro contato da So e sua nova caminha
Primeiro contato da So e sua nova caminha

E para minha felicidade ela amou a novidade no quarto dela, provavelmente se sentiu uma mocinha, já que eu expliquei a ela antes de chegar em casa que tinha uma surpresa no quarto dela, que ela estava crescendo e com isso vai acontecendo algumas transformações.

Primeira noite na caminha
Primeira noite na caminha

Já tem aproximadamente um mês que a Sofia está na caminha nova, e todo meu medo foi embora e tenho a certeza que foi a melhor escolha que eu fiz! Amei a caminha, e a adaptação da Sofia foi super tranquila. Nos primeiros dias foi mais chatinho, ela levantou algumas vezes, mas logo voltava pra cama. Atualmente quando a coloco na cama ela só levanta pela manhã, achei super legal essa independência dela, e tenho certeza que ela também, e uma dica, não tenham medo das mudanças, cada fase é uma delícia e passa voando, por mais que uns demorem mais e outros menos nas adaptações, passa, sempre passa e no final sempre sobra uma saudade!

Beijos, Nathália.