Desfralde Diurno

 

Desfralde, essa palavra me causava até calafrios de tanto medo que eu tinha de como seria.

No dia 18 de outubro de 2015, foi um domingo a Sofia estava com 2 anos e 7 meses foi o primeiro dia de desfralde, e foi uma coisa horrível (é sério), a Sofia morria de medo de sentar no vaso, chorava muito, ficou muito irritada e fugia do penico e fazia tudo, tudinho no chão. Nem um xixi no lugar certo pra contar história.

Cheguei ao ponto de imaginar minha filha com 15 anos usando fralda com medo do vaso (foi um trauma pra mim hahahaha).

Como no dia 16 o desfralde começaria na escola fiquei super nervosa para fazer com que ela ficasse a qualquer custo no vaso, contava histórias, cantava, dançava gente eu fiz de tudo! E nada da menina parar de tentar fugir e chorar.

No dia 16 na escola o estrago foi grande também, e foi uma semana nesse desespero (apesar do medo de sentar no vaso foi diminuindo), eu e o papai estávamos exaustos, eu não aguentava mais aquela situação. E colocavamos ela no vaso a cada 20 minutos já que ela não avisava, e aí era desespero, gritaria, choro… Cansados e desesperansosos já estávamos pensando em desistir e adiar o desfralde.

No domingo, dia 25 exatos uma semana após o primeiro dia de desfralde tomamos a seguinte atitude:

Vamos deixar o penico ali no banheiro ao alcance dela, não vamos ficar perguntando toda hora e nem vamos colocá-la de 20 em 20 minutos no vaso, vamos deixar por conta dela. Não vamos pressionar ela, e se não der certo voltariamos com a fralda.

E gente foi algo mágico, de outro mundo, ela avisou quase todas as vezes e foi o primeiro dia de sucesso no desfralde, eu nem acreditei. Estavamos preparados para um desastre, e foi totalmente ao contrário.

E hoje, eu digo, minha filha é uma mocinha, não faz mais xixi no chão, não usa mais fralda e vai ao banheiro sozinha. (É claro que as vezes uns acidentes acontecem, e isso é super normal).

Meu conselho para quem vai começar ou está no desfralde é, tenha calma, paciência respeite o tempo do seu filho e não obrigue ele a fazer uma coisa que não esteja preparado, deixe ele se sentir independente, faça muita “festa” quando ele acertar, ele precisa sentir orgulho por estar fazendo aquilo. E o mais importante não se desespere como eu achando que com 15 anos seu filho ainda usara fralda, hahahaha. Até que esses 15 anos passaram bem rápido né? A Sofia está com 2 anos e 8 meses. Hehehehe

Dica: se o seu filho tiver medo de sentar no vaso o chame para ir ao banheiro toda vez que você for e mostre que você também faz, fala para que serve e aos pouquinhos ir aproximando o contato da criança com o vaso, até que nem ela nem você lembraram que existiu algum medo um dia.

Dica 2: O penico da Sofia é da Fisher Price, que imita um vaso, e toda música toda vez que a criança fizer xixi e cocô dentro dele, a Sofia adora e foi um grande motivador para ela fazer sempre nele.

 

 

 

Dica 3: No comecinho eu fiz um painel com cartolina que ficava colado na parede do banheiro e toda vez que ela avisa e fazia no vaso ou penico ela ganhava um adesivo de estrelinha. Ela até pedia quando fazia “cade a estrela?”. Agora que ela já faz direitinho já aposentei o painel, mas também me ajudou bastante.

 

 

 

Espero que ajude um pouco quem estiver nessa fase!! Boa sorte

Beijos, Nathália